Mãe faz apelo pelo Facebook e consegue doador para a filha com doença rara

A americana Donya McCoy fez um apelo no Facebook para tentar salvar a filha de 3 anos que tem uma doença rara, e precisava de um transplante de fígado. O que ela não esperava é que seu amigo de escola, Michael Thompson, se ofereceria para o teste, e seria compatível. A cirurgia foi feita nesta terça-feira.

 

“Amigos, esse é o pedido de uma vida. Há qualquer um com sangue O+ que queira doar 25% do fígado para salvar a vida da Kennedy? Confie em mim. Sei que estou pedindo muito, mas como uma mãe, eu tenho que esgotar cada opção possível”, escreveu Donya em seu perfil, no apelo inicial.

Já Thompson, ao decidir se oferecer como doador, postou no Facebook: “Uma das maiores coisas que eu provavelmente vou fazer em minha vida é doar um órgão para outro ser humano. Obrigado, Donya McCoy. E obrigada a Irena Thompson por me apoiar e estar ao meu lado”.

Segundo a rede de TV ABC, Donya descobriu a condição da filha Kennedy quando a menina tinha 8 meses. Ela tem uma doença que não consegue processar proteínas, levando a um acúmulo de substâncias tóxicas em seu organismo, causando problemas neurológicos degenerativos. Em todo o mundo, só oito pessoas têm essa doença.

A cirurgia de transplante aconteceu no Hospital Infantil de Pittsburgh e durou oito horas, com quatro cirurgiões, dois anestesistas e dois enfermeiros. Kennedy vai passar alguns meses no hospital, mas a mãe contou que a menina é “durona”. Depois disso, a esperança é que Kennedy possa ter uma dieta normal.