Teste do Pezinho - O exame salva vidas!

Você conhece o Teste do Pezinho?

O que é?

Teste do Pezinho é o nome popular do exame de sangue simples e rápido que deve ser feito em todos os recém-nascidos na primeira semana de vida, de preferência, ainda na maternidade, no dia da alta.

NÃO é aquele carimbo dos pezinhos dos bebês que as maternidades costumam fazer e entregar aos pais. Muitas pessoas ainda confundem, mas esse carimbo serve apenas como identificação e lembrança, nada tem a ver com o Teste do Pezinho!

Para que serve o Teste do Pezinho?

O exame salva vidas!

Ele detecta de forma precoce alterações no sangue do bebê que podem indicar doenças graves de nascença, algumas fatais, antes mesmo do aparecimento dos sintomas.

É o primeiro passo para o diagnóstico correto nos primeiros dias de vida e possibilita o início de um tratamento imediato, o que vai fazer que faz toda a diferença no futuro da criança.

Quando fazer?

Entre o 3º e o 5º dia de vida do bebê, esse é o período recomendado para fazer o teste do pezinho, de acordo com o Programa Nacional de Triagem Neonatal.

E por que não é feito logo ao nascimento?

Antes das 48 horas de vida, o bebê ainda não ingeriu proteína suficiente para serem detectadas algumas doenças de forma segura na triagem. A partir do 3º dia, quando o funcionamento do organismo do recém-nascido se estabelece e já ocorreu a ingestão adequada do leite materno ou da fórmula infantil é possível analisar com mais precisão. Algumas coletas podem ser realizadas antes de 48 horas, mas precisam ser repetidas para uma análise mais segura.

E como ele é feito?

Basta uma furadinha rápida no calcanhar do bebê para coletar algumas gotinhas de sangue em papel filtro especial que vai para análise em laboratório. É simples, não há contraindicações ou efeitos colaterais.

Por que o furo é no pezinho?

Simples: o calcanhar do bebê é um local com muitos vasinhos de sangue e por isso é melhor para coletar as gotinhas de forma rápida e praticamente sem dor para o pequeno. Pode acontecer da coleta ser feita a partir de outro local, apesar de não ser recomendado e comum.

Onde é feita a coleta?

Preferencialmente, nas maternidades públicas ou privadas, no momento da alta hospitalar, para evitar que mãe e bebê tenham que sair para a coleta em outros locais, ficando mais expostos e vulneráveis à possíveis contaminações, a exemplo do coronavírus. Se não for possível dessa forma, a coleta deve ser feita nas unidades básicas de saúde ou domiciliares, respeitando o prazo ideal, depois das 48h até o quinto dia do nascimento.

Quais são as doenças detectadas pelo Teste do Pezinho?

Existem várias opções de Teste do Pezinho, uns são mais completos que outros porque incluem uma lista maior de doenças, proporcionando um diagnóstico precoce mais amplo. Mas são feitos a partir das mesmas gotinhas de sangue, a mesma coleta.

Cada laboratório dá um nome diferente. Para facilitar, o mais importante é saber que existe o exame básico, realizado obrigatoriamente pelo SUS, e o ampliado (e suas versões), oferecido em laboratórios e maternidades particulares.

Teste do Pezinho Básico Teste do Pezinho Ampliado
Detecta apenas 6 doenças: Inclui as 6 do exame básico e muitas outras, entre elas:
   
Hipotireoidismo Congênito Galactosemia
Fenilcetonúria Deficiência de G6PD
Fibrose Cística Tirosinemia
Anemia Falciforme Acidúria Glutárica
Hiperplasia Adrenal Congênita Leucinose
Deficiência de Biotinidase SCID – Imunodeficiência Combinada Grave
   
*Obrigatório e gratuito, realizado pelo SUS. *Opcional, disponível na rede privada de saúde com nomes e valores diversos.
 

 

*A Toxoplasmose Congênita foi incluída em março de 2020 no Teste do Pezinho Básico e segue prazo de regulamentação para ser ofertada.

*As mesmas 6 gotinhas de sangue do Teste básico servem para o Teste Ampliado. Mesma coleta, apenas um furinho e mesmo procedimento.

O Teste do Pezinho não pode esperar!

É um exame essencial para a saúde da criança e precisa ser feito nos primeiros dias de vida do bebê.

A informação pode salvar vidas!

É fundamental conversar com o médico da família para saber mais sobre as opções disponíveis do Teste do Pezinho e a importância de realizar o exame mais completo e de receber o resultado do exame.

Não esqueça do resultado!

É preciso ficar atento ao prazo dado para o resultado do exame, o ideal é que não ultrapasse 30 dias, já que é um exame de diagnóstico precoce. As famílias devem pegar o resultado o quanto antes e levá-lo para avaliação do pediatra que acompanha o bebê.

Conheça o Instituto Vidas Raras, acompanhe nossos canais de comunicação e compartilhe informação!

www.vidasraras.org.br

Whatsapp: 11-99790-7080

https://www.facebook.com/vidasraras

Instagram: @vidasraras

vidasraras@vidasraras.org.br

https://www.youtube.com/vidasraras

Linha Rara - 0800 006 7868

linharara@vidasraras.org.br

Plataforma gratuita de apoio e informação em parceria com os especialistas do Instituto da Criança do HC de São Paulo.

*Este material é de cunho estritamente informativo e não substitui a consulta médica. Em caso de dúvidas, fale sempre com seu médico